Testemunhos de Finanças
Quero testemunhar e agradecer ao Senhor Jesus, pois no dia 02/12/2020 que pedi a oração para a minha aposentadoria, o meu pedido ao Instituto Nacional de Seguro Social no Brasil teve o andamento do processo e no dia 19/12/2020 foi concedido o benefício para mim. Estou muito grata ao Senhor Jesus e agradeço imensamente a intercessão do Apóstolo Jorge TadeuTemos mesmo que desligar das "vozes à nossa volta" e confiarmos na voz de Deus que no meio da pandemia, está do nosso lado. Toda a honra para Ele."
Marcia
Tem assistido ao canal e ouvi ao Apostolo a falar que quando deixamos alguma coisa nossa e semeamos para Deus, Ele nos abençoa Queria comprar um móvel novo e já tinha quase todo o valor Mas Deus pós no meu coração para semear nos projectos das novas igrejas e enviei por transferência bancária. E uns dias depois quando fui ver o saldo vi que tinha 3 vezes o valor, até tirei o talão varias vezes porque não estava acreditar. Do que recebi tirei mais uma semente especial de gratidão a Deus por tudo o que tem feito até agora por mim e pela minha família.
Maria
"Boa noite, gostava de partilhar um testemunho financeiro. Sou profissional de saúde, trabalhando na área administrativa, e durante o estado de emergência voluntariei-me para atendente de utentes com suspeita de Covid. Mais tarde falou-se num prémio monetário e mais dias de férias para quem esteve na linha de frente. Contudo, disseram que seria apenas para médicos e enfermeiros. Eu não aceitei isso, comecei a lutar com as 7 semanas, sem falhar um único dia. E hoje, quando fui verificar o montante que recebi do ordenado, vi que foi-me atribuído o tal prémio monetário, que diziam não ser para mim. Glória a Deus!"
Madalena
"Neste tempo de pandemia, temos visto muita gente a perder o seu emprego e muitos trabalhadores em Lay-off e na empresa em que trabalho não foi diferente. Sou a funcionária mais recente da empresa e a minha colega de trabalho estava sempre a falar que na crise anterior a esta, a empresa despediu as duas pessoas mais novas porque não era necessário pagar indemnização; todos os funcionários da empresa falavam do Lay-off. Mas eu, sou fiel a Deus nos meus dízimos e ofertas e apesar de toda aquela conversa desanimadora, dia após dia, decidi confiar em Deus! Hoje, apesar de ser a mais nova na empresa, sou aquela a quem têm confiado mais trabalho (cada vez tenho mais) e as duas funcionárias mais velhas é que foram para Lay-off. Temos mesmo que desligar das "vozes à nossa volta" e confiarmos na voz de Deus que no meio da pandemia, está do nosso lado. Toda a honra para Ele."
Rosa
"Sou António Ferreira e o meu testemunho o seguinte: A minha filha trabalha numa pastelaria em Lisboa e com a pandemia o Patrão teve de despedir funcionários. A minha filha pediu para lhe dizerem com antecedência, caso ela fosse despedida. Passou dois dias e ela foi trabalhar e logo a chefe a chamou e lhe disse. Que ela não só não ia ser despedida, mas que ia ficar nos quadros da empresa efetiva Deus não mente e cumpre sempre sua palavra , glória a Deus"
António Ferreira
"Já há algum tempo que semeava para conseguir um emprego e também fez a oração da fé. Pouco tempo depois conseguiu um emprego, mesmo durante a quarentena devido à pandemia. Agradece a Deus pelo que fez na sua vida."
Viscor
"Estava com algumas dificuldades financeiras e não conseguia arranjar emprego. Dizia ser fiel com os seus dízimos e ofertas, então confiava que Deus iria operar um milagre. Ao assistir ao programa Basta Crer, enquanto o Apóstolo orava ela tocou no ecrã e recebeu. No dia seguinte recebeu um telefonema com uma oferta de emprego."
Anónimo
"Quero glorificar a Deus porque pedi a vocês para orarem para eu alugar o meu apartamento no Brasil e o da minha filha também. Na semana passada os 2 apartamentos foram alugados. Tenho aplicado a lei da semeadura nos dízimos e ofertas e o nosso Deus é fiel da sua Palavra."
Maria
"Ouviu o Apóstolo falar sobre quem acreditava ia receber um dinheiro especial e diz que sentiu algo especial. Ela está num curso que só iria receber lá para dia 4, mas quando hoje foi às compras, sentiu ir ao multibanco e viu que afinal já estava lá o dinheiro. E como o marido faz anos, foi uma prenda que veio mesmo a calhar. Ela diz que o que o Apóstolo diz, é mesmo verdade."
Fátima
"Em meio a pandeia a Igreja de Arapiraca lançou uma campanha para doarmos alimentos à pessoas necessitadas. Senti, então, um grande desejo de participar da campanha e comprei alimentos para a doação e levei à Igreja. No mesmo dia, duas clientes minhas que tinham uma dívida comigo acerca de 3 anos e que eu não mais lembrava, tinha rasgado até as notas por acreditar que não iria receber mais, entraram em contato comigo e depositaram na minha conta todo o valor que deviam. Glória a Deus!"
Dvane
"A minha prima queixava-se que o seu esposo ficou desemprego durante a Pandemia. Então vi a oportunidade de enviar para ela o site do programa Basta crer e ela passou assistir o programa. Hoje ela ligou para mim a dizer que o seu esposo foi chamado para voltar a trabalhar e ela diz que desde que começou assistir o programa só tem sido abençoada na sua vida, também está muito agradecida e não pára de assistir o programa Basta crer."
Ester
"Estava a passar uma grande dificuldade financeira apôs contrair dívidas. Numa reunião de Homens de Negócios, falei com uma Pastora e ela informou que era bom eu ler o livro de finanças e ouvir os CDs leis prosperidade e foi o que fiz, mas nada mudou. Entramos na pandemia e eu continuava a ler o livro e a ouvir o CD, assistia o Programa Basta Crer, semeei neste tempo difícil, o patrão pagou o salário e deu-me um bónus com o qual paguei as dívidas."
Francisco
"A filha e o Genro não estavam a ganhar dinheiro derivado ao Covid-19. Então a Fernanda foi a luta no mundo do espírito e fez uma concordância com a líder do Grupo Familiar, que eles iriam ter as necessidades supridas. O que aconteceu foi que o dinheiro veio ter com eles e tiveram as necessidades supridas."
Fernanda
"Tenho uma oficina de carros e com esta pandemia não tinha clientes. Desesperado com contas por pagar e uma família para sustentar, vi que tinha em casa o livro “Acerca de Finanças” e comecei a ler. Entretanto vi o programa Basta Crer e logo semeei meus dízimos e ofertas mesmo com lágrimas. Logo depois os clientes começaram a vir e hoje posso dizer que eu e o meu filho não temos mãos a medir."
Eduardo
"Eu e o presbítero Carlos e mais alguns diáconos resolvemos nos unir para dar o nosso melhor para Deus e graças a Ele, em plena crise a nossa igreja de pouso alegre está prosperando muito e nós também. Percebemos então que a união faz toda diferença e Deus sempre aparece."
Zete
"Trabalho numa casa particular sem contrato de trabalho. Recebo o ordenado consoante as horas que trabalho, devido a pandemia não tenho ido trabalhar e por consequência não recebi o ordenado no mês passado. Mas mesmo assim semeei o dízimo e no mesmo mês a Senhora para quem trabalho fez um depósito do valor do meu ordenado na minha conta. Recebi assim um ordenado que pela lei do homem não receberia. Por isso eu exorto a ti, a praticar esta lei de Deus que nunca falha."
Sila
"Sou empregada doméstica. E com esta pandemia fiquei sem casas para limpar. Embora não consiga estar ligada ao nosso canal, porque o meu marido não é crente, eu todas as sextas feiras e domingos falava com a minha Pastora, e punha os meus dízimos e ofertas numa caixa consagrada, então uma senhora chamou-me e fiquei a trabalhar todos os dias em vez de ganhar 5 euros a hora passei a ganhar a 8 €, Glória a Deus."
Glória
"Trabalho numa loja a qual fechou por causa da pandemia. E quando reabriu, só o pessoal que estava a full time regressou ao trabalho, o part-time (que é o meu caso) continuou em layoff. O meu chefe avisou que haveria o risco de os part-times continuatem em layoff durante mais meses. Eu não aceitei isso. E não tenho deixado de dar os meus dízimos, nem de dar ofertas, repreendi o diabo e nem aceitei isso e a verdade é que já vou voltar a trabalhar já na próxima terça-feira dia 2 de Junho no meu horário normal. Glória a Deus. Deus é muito bom e muito fiel."
Cátia
"O banco tentou ficar com a nossa casa, mas, eu e o meu marido decidimos dar 1 promessa de fé. Eles continuaram a tentar, mas nós não aceitamos porque sabemos que um Filho de Deus nunca ficará envergonhado. Então, decidimos dar outra promessa de fé maior que a 1ª. No dia antes de fechar o leilão que nos ia fazer perder a casa, o próprio banco que nos tentou tramar recuou, aceitou a nossa proposta, ficamos com a casa e ainda tivemos 2 prestações pagas. Como agradecimento demos uma promessa de fé de louvor e gratidão pelo grande livramento de Deus! ele nunca falha!"
Elisa
"O meu marido estava desempregado, ligaram numa terça-feira e ele começou a trabalhar na mesma semana. Eu estou em casa desde que a pandemia começou e estou a receber o ordenado a 100%. E uma pessoa da família ligou e disse-nos que pagava a renda durante um ano. Durante este tempo nunca deixamos de semear e honrar com os dízimos não do que recebemos mas do que queremos receber, toda honra para Deus porque ele não é bom é MUITO BOM!"
Ana
"Tem um negócio mas fechou durante a pandemia. Exercia também outra actividade em paralelo mas era complicado. O seu marido também teve de ficar em casa. No início teve medo do futuro, mas agarrou-se ainda mais a Palavra de Deus, não deixou de honrar a Deus com dízimos e ofertas. Esteve ligada ao canal. Durante esse período conseguiu ter trabalho. Deus sempre supriu as necessidades, incluindo um projecto que tinham e foi concretizado no tempo determinado. Neste momento conseguiu abrir o negócio está a funcionar e dá Glória a Deus por aquilo que Deus fez na sua vida e família!"
Anónimo
"Quando recebi o meu salário decidi pagar umas prestações que tinha em falta. Quando ía a caminho, lembrei-me que tinha de honrar a Deus primeiro, então fui para casa, separei o meu dizimo e depois voltei a sair para pagar as prestações. Quando fui pagar disseram-me que estava tudo pago, não havia prestações em atraso. Não sabiam dizer-me quem pagou mas deram-me um comprovativo de que não tinha qualquer divida e saí agradecendo porque só podia ser Deus. Ponhamos sempre a Deus em primeiro lugar porque Ele nunca falha."
Norma
"Há um tempo decidi emigrar, falei com a minha Pastora e ela mostrou a história de Isaac, mas eu na altura estava obstinado e emigrei com todos os prejuízos que isso implicava. Tenho 2 filhos, para onde fui não tive sucesso, regressei por causa da pandemia, e aí me lembrei que tinha sido aconselhado a ler o livro de finanças e a por em prática. Comecei a ler e todas as noites estava ligado ao Basta Crer, semeei em tempo de fome. Ontem, mesmo sendo Domingo chamaram-me para começar a trabalhar com um bom ordenado. Deus é bom."
Vítor
"Neste tempo de pandemia perdi 2 trabalhos que tinha em casa de 2 senhoras e para além disso tive que estar 2 semanas em casa com a minha filha menor. Neste tempo tenho assistido a todos os programas. E num dia quando ouvia a palavra do apóstolo coloquei no coração que iria aumentar o dízimo e ao longo de todo este tempo nunca deixei de semear, tive todas as minhas necessidades supridas, pois mesmo ficando sem estes 2 trabalhos, tive sempre semente para semear e até tive dinheiro devolvido que já não pensava receber. Deus é fiel, ele não falha."
Bárbara
"Tenho um apartamento no Brasil para alugar, mas não achava ninguém para alugar o apartamento. Então decidi ligar para o SOS a pedir oração acerca deste assuntos e passado algum tempo uma pessoa alugou o apartamento."
Maria
"Pediu o carro ao irmão emprestado. Durante a viagem uma peça do motor partiu. A Ema levou o carro do irmão a oficina e o arranjo ficava 500€. Mas ela lutou contra o diabo e relembrou ao diabo que ela era fiel a Deus. A oficina ligou e disseram que o carro não tinha nada. Só tinha uma borracha que faltava. Mas ela não precisava de pagar nada. Deus é fiel."
Ema
"Devido a pandemia o seu marido e filho ficaram sem emprego. Mas não aceitaram a situação visto que eles são fieis a Deus com seus dízimos e ofertas. O que é certo é que alguns dias depois que eles foram demitidos sugiram oportunidades de trabalho e ambos marido e filho já estão a trabalhar."
Natália
"Estava desempregada, orou e concordou com a sua Pastora que ia ter um emprego. Semeou o seu melhor com fé, no momento em que com o apóstolo orou colocou a mão no ecrã. Teve no início da semana uma entrevista, hoje recebeu a resposta e vai